A Luta

Simers esclarece boato sobre pejotização dos médicos do Hospital São Lucas

22/08/2018

Os médicos do Hospital São Lucas, vinculado à PUCRS, vêm convivendo com uma informação indigesta: a de que os funcionários contratados pela CLT serão demitidos e posteriormente recontratados como PJ. Assustados, os médicos se reuniram com a direção e a assessoria jurídica do Simers para avaliar a situação. E nesta quarta-feira (22/ago), a diretora do Simers se reuniu com o diretor técnico do Hospital são Lucas, Saulo Bornhorst, para esclarecer a situação.

Saulo reconheceu que o hospital analisou a hipótese de fazer a mudança, mas garantiu que descartou a ideia porque o processo seria muito burocrático. “Houve um período de grande interesse em transformar os celetistas em pessoas jurídicas, mas optamos por não fazer nada por hora. Então, resolvemos investir na remuneração dos profissionais e deixar de lado essa ideia”, afirmou.

“Nessas situações, o Simers sempre esclarece os fatos com a própria direção do hospital em questão. Mais de dez colegas médicos levantaram essas informações. Por isso, viemos até aqui para elucidar, e não para alimentar um boato”, destacou Clarissa.

Dentre os assuntos esclarecidos na reunião, estão também os intervalos intermitentes dos médicos, o fato de os residentes da pediatria ficarem sozinhos depois da meia-noite – o que acaba gerando sobrecarga de trabalho – e o registro inapropriado do ponto.
SEGUROS