A Luta

Simers esclarece pagamento dos médicos de hospitais geridos pelo Gamp

03/01/2019

O Simers cobrou esclarecimentos sobre o pagamento dos médicos que atuam em unidades que eram administradas pelo Gamp e que estão sob intervenção da Prefeitura de Canoas desde dezembro. Em reunião realizada na manhã desta quinta-feira (03), com representantes da Secretaria de Saúde, o presidente da entidade médica, Marcelo Matias, reivindicou uma resposta definitiva sobre a quitação dos valores, que já foi adiada pelo menos três vezes.   


Presidente do Simers, Marcelo Matias, reivindicou uma resposta definitiva sobre a quitação dos valores. Foto: Divulgação/Simers
Presidente do Simers, Marcelo Matias, reivindicou uma resposta definitiva sobre a quitação dos valores. Foto: Divulgação/Simers

No último dia 28, o Simers denunciou, mais uma vez, a falta de pagamento e a parcialidade identificada no extrato de um número expressivo de médicos. “Queremos entender por que os médicos receberam valores diferentes e quando irão receber o que está pendente. Essa resposta é urgente”, destacou Matias. 

Durante a reunião, que teve a participação dos diretores Vilma Cidade e Jorge Luiz Winckler, a assessoria jurídica do Simers destacou que uma equipe de 10 médicos de um dos hospitais de Canoas não havia recebido qualquer valor. 

Em resposta, o presidente da Fundação Municipal de Saúde de Canoas, Fernando Ritter, explicou que o pagamento prometido para 28/12 ocorreu de forma parcial devido a problemas operacionais, incluindo falhas do sistema bancário e dificuldades relacionadas ao setor de recursos humanos (empresa terceirizada). Ritter também anunciou uma nova previsão dos pagamentos:

Quitação do 13º salário – 04/01
Salário de dezembro e FGTS – 15/01 

Segundo Ritter, a estimativa da Prefeitura é de que até o final do mês todos os valores pendentes estejam quitados, mas alertou que a falta de repasses do Governo do Estado pode inviabilizar a folha de janeiro. 

Está prevista para a próxima quarta-feira (09) uma nova reunião para discutir o assunto. O Simers convocará, dentro dos próximos dias, uma assembleia dos médicos para deliberar sobre os reiterados atrasos. 

Atualizado em 04/01/19 às 15h20

O Banrisul informou ao Simers que foram abertas contas correntes sem tarifa para todos os profissionais indicados pelo interventor, por meio de listagem contendo nome e CPF. Aqueles que já tinham vínculo com o banco devem receber os valores na conta existente. 

O Simers orienta que os médicos procurem o setor de Recursos Humanos do Gamp e solicitem acesso à tabela para verificar a sua situação.



SEGUROS