A Luta

Simers prepara denúncia ao MPE contra gestão do Hospital Nossa Senhora das Graças

Diante das precárias condições do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), de Canoas, o Simers, deve encaminhar nos próximos dias, pedido de providências ao Ministério Público Estadual (MPE).

Na tarde desta quarta-feira (24), a direção do Simers esteve reunida com o prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, para discutir ações para minimizar os problemas verificados no HNSG. A intenção é solicitar ao MPE a intervenção do Hospital. 

“A denúncia é uma medida extrema, mas necessária para garantir a melhoria do funcionamento do Hospital Nossa Senhora das Graças”, afirma Clarissa Bassin, diretora do Simers, que representou o sindicato no encontro.

O Simers já solicitou o agendamento de uma audiência junto ao Ministério Público para protocolar as denúncias que recebeu. 

Restrição aos atendimentos

A precariedade na gestão do HNSG já se reflete em prejuízos nos serviços prestados à população de Canoas. Tanto atendimentos ambulatoriais quanto eletivos sofrem restrições por falta de pagamento dos profissionais PJs, responsáveis por 40 especialidades médicas disponíveis no HNSG, sendo que 70% dos atendimentos são realizados pelo SUS. Em alguns casos, os atrasos chegam há 12 meses. 

O pagamento por procedimentos realizado por meio de convênios também não está sendo repassados aos médicos. No início de outubro, o Simers se reuniu com a direção do HNSG e solicitou a apresentação de um cronograma de regularização dos pagamentos. Não houve resposta por parte dos administradores do hospital.


SEGUROS