A Luta

Sessão 2 – TEDMEDLive2017Simers: descobrir as causas para não limitar soluções

Quais são os caminhos possíveis para a revolução digital da saúde? Foi com este questionamento que o médico anestesista Cristiano Englert subiu ao palco ao final da segunda sessão de transmissões de palestras do TEDMEDLive2017Simers, realizado no último sábado (25), em Porto Alegre. Cofundador da aceleradora Grow Plus, Englert trouxe para a plateia uma grande amostra de como a tecnologia pode expandir as fronteiras da medicina, colocando novas soluções ao alcance dos profissionais da área.

Um exemplo está no campo da radiologia. Englert provocou a plateia relatando um caso de erro médico na interpretação de um exame. “Não coloco o médico como criador do problema. Para você olhar centenas de imagens e avaliar todas com rapidez, é praticamente impossível atingir cem por cento de acertos. Uma hora vem o erro”, explicou. Nesse contexto, porém, a tecnologia pode ser uma aliada para que o percentual de erro se torne cada vez menor. “É uma ferramenta auxiliar”, ressaltou.

TEDMEDLive2017Simers com Cristiano Englert
Englert mostrou como a tecnologia pode expandir os limites da medicina. Foto: Juliane Soska/Simers


Hoje, disse ele, várias startups operam no desenvolvimento de inteligência artificial para área da radiologia medica. E já existem sistemas que detectam anormalidades 50 vezes mais rápido do que médicos. “Isso vai substituir o radiologista? Não vai. Mas vai potencializar a área e promover mudanças em cima disso”, defendeu Englert.

O painelista trouxe, ainda, vários outros exemplos de startups ligadas à tecnologia e inovação para a saúde. Nos Estados Unidos, por exemplo, o destaque foi um sistema automatizado de triagem de pacientes baseado em inteligência artificial. “Eles criaram novos planos de saúde online em que as primeiras consultas são gratuitas. Depois, apresentam mais vantagens para os clientes como, por exemplo, de forma a relacionar a quantidade de atividade física com a diminuição do custo das mensalidades”, explicou.

Palestras internacionais: máquinas médicas e comunicação eficiente



Antes de Englert subir ao palco, o TEDMEDLive2017Simers transmitiu – com exclusividade – uma série de quatro palestras internacionais realizadas no TEDMED, no início deste mês, em Palm Springs, na Califórnia. A série tratou, basicamente, da influência da tecnologia na medicina de hoje, trazendo exemplos de soluções inovadoras para saúde. Um dos palestrantes foi Greg Corrado, cofundador do Google Brain. “As máquinas são boas em tarefas específicas, e, nesse sentido, nosso futuro é bastante brilhante e promissor. Mas não podemos esperar por um milagre. Nenhuma inteligência artificial vai conseguir prever o futuro do paciente“, contou.

Além de Corrado, a sessão 2 transmitiu as palestras de John Amory (especialista em saúde), James Hamblin (jornalista) e Keenan Wyrobek (robotista). Este apresentou uma iniciativa que comoveu os participantes do evento: um sistema que utiliza drones para levar suprimentos a áreas remotas. “Na África, por exemplo, conseguimos enviar sangue e salvar vidas”, destacou.



SEGUROS