A Luta

Simers avalia novidades anunciadas em Canoas e segue vigilante quanto aos pagamentos

Na tarde segunda-feira (7), a Prefeitura de Canoas anunciou que passa a contar com a consultoria técnica dos hospitais Sírio-Libanês e Moinhos de Vento, a partir do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS). Além disso, também passa a contar com o suporte operacional do Grupo Hospitalar Conceição (GHC).

De acordo com o diretor executivo do Sírio Libanês, Fernando Torelly, a consultoria deve durar seis meses, com possibilidade de prorrogação, e fará um diagnóstico de curto e outro de longo prazo. “O nosso papel é subsidiar tecnicamente a tomada de decisões. Sabemos da competência dos profissionais daqui de Canoas, o que vamos fazer é trazer suporte para questões de gestão”, afirmou.

No aguardo por mudanças

Para o presidente do Simers, Marcelo Matias, a notícia é bem-vinda, mas é preciso que as mudanças, de fato, aconteçam. “A expectativa é que tenhamos uma melhoria efetiva de gestão, mas isso também vai depender da vontade política em fazer diferente, a partir dos apontamentos da consultoria”, destacou.

Além disso, Matias também lembra que os profissionais que atuam nas unidades antes administradas pelo Grupo de Apoio à Medicina Preventiva (Gamp) aguardam pelo pagamento do salário referente ao mês de dezembro. “A previsão, reafirmada pelo próprio prefeito Busato, é de que o valor vai ser pago até sexta-feira, dia 11. Seguimos atentos para que a promessa seja cumprida”, completou.

SEGUROS