A Luta

Sapiranga: UPA 24hrs segue com problema de segurança e demanda excessiva

26/10/2017 15:30

Foto:GuilhermeTubino/SIMERS
Foto:GuilhermeTubino/SIMERS
Por conta de problemas recorrentes envolvendo falta de segurança e excesso de demanda na Unidade de Pronto Atendimento UPA 24hrs de Sapiranga, representantes do SIMERS se reuniram com a secretária da saúde do município, Janete Hess, na tarde desta quarta-feira (25).  Também participaram da reunião a Coordenadora da UPA Jussara Steiger e a Diretora de Saúde, Marta Reichert. Médicos alegam que desde a última visita da entidade médica ao posto no dia 13 de julho, a unidade segue com a situação de insegurança, tendo apenas um porteiro no turno do dia e da noite. Para solucionar esse problema, a secretaria afirmou que está tentando a contratação de mais um vigia, junto a Secretaria de Administração. Entretanto, garantiu que não há perspectiva da contratação deste profissional ainda neste ano.  Janete também salientou que buscou contato com a Brigada Militar (BM), porém recebeu a resposta de que a BM está sem efetivo para ajudar em rondas na frente da UPA. O SIMERS buscará agenda com o comandante da Brigada Militar de Sapiranga para discutir alternativas de sanar o problema. “O Sindicato está à disposição no que for preciso para a resolução deste problema em Sapiranga. Afinal de contas, sempre lutamos para que a sociedade também seja beneficiada com postos de saúde seguros e com melhores condições de atendimentos”, disse a diretora da entidade médica, Gisele Lobato. Demanda em excesso Outra questão que segue ocorrendo, de acordo com médicos que atendem na UPA , é o número excessivo de atendimentos para a estrutura disponível na unidade e poucos médicos. Atualmente são dois pediatras e cinco clínicos por turno que enfrentam a sobrecarga de trabalho. A secretaria da saúde afirma que o Estado não está repassando a verba para os recursos necessários a UPA.
SEGUROS