A Medicina

6 livros que contribuem para a história da medicina no Rio Grande do Sul

17/11/2017 09:15

O Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM), do SIMERS, possui cerca de 6 mil livros em seu acervo que contribuem para contar e preservar a história da medicina no Estado. São obras históricas, algumas raras, biografias, estudos, entre outras publicações. Listamos seis títulos que contribuem para a memória da nossa medicina.  

Panteão Médico Riograndense: Síntese Cultural e Histórico, de Álvaro Franco e Sinhorinha Maria Ramos

171108_Fotos livros MUHM_Juliane Soska (43)A obra possui apenas 600 exemplares publicados, por este motivo é considerado como item raro do acervo do MUHM, que possui seis unidades. A doação foi feita por Helio Mariante da Fonseca, filho do primeiro presidente do SIMERS, Gabino Prates da Fonseca, com uma dedicatória à entidade médica.   O livro, que foi elaborado durante três anos e publicado em 1943, apresenta um panorama histórico da medicina no Rio Grande Sul, reunindo informações sobre instituições hospitalares, biografias de médicos, artigos na área da saúde, entre outros. Segundo os autores, o objetivo da publicação é “honrar a memória dos prógonos que legaram seus nomes à medicina do Rio Grande do Sul”.   171108_Fotos livros MUHM_Juliane Soska (10)

Psiquiatria no Rio Grande do Sul, de Jacintho Godoy

Nesta obra de 1955, também considerada como item raro pelo MUHM pelo fato de ter sido publicado um número reduzido de exemplares, Jacintho Godoy utiliza sua experiência na psiquiatria para contribuir com médicos, estudiosos e curiosos sobre a área. Ele foi diretor do Hospital Psiquiátrico São Pedro por 20 anos, divididos em duas gestões (1926-1932 e 1937-1951), idealizador e primeiro diretor do Manicômio Judiciário e da Diretoria de Assistência a Alienados do Rio Grande do Sul.    

171108_Fotos livros MUHM_Juliane Soska (13)

Médicos (pr)escrevem - 7, de Blau Souza Fernando Neubarth e outros 

Nesta obra, o SIMERS e a Associação de Medicina do Rio Grande do Sul compilam textos e breves biografias de 260 médicos que nasceram e/ou exerceram a medicina no Rio Grande do Sul. São sete livros que formam uma coleção de lembranças e homenagens a profissionais que marcaram a história da medicina no Estado.    

Fogos de Bengala nos Céus de Porto Alegre, de Maria de Nazareth Agra Hassen e Mario Rigatto

171108_Fotos livros MUHM_Juliane Soska (20)O livro comemora os 100 anos da atual Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), celebrados em 1998. A instituição foi a terceira faculdade de medicina criada no país e a primeira do Rio Grande do Sul. O título da obra faz menção a um fato ocorrido um dia após a fundação da faculdade, quando alunos festejaram o nascimento da escola com fogos de artifício. Todos os médicos formados na faculdade, desde a primeira turma de 1904 até a turma de 1997, são homenageados com seus nomes citados nas suas 240 páginas. Colaboraram com a publicação os médicos Rubens Maciel e Moacyr Scliar.  

Memórias da criação da Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre, de Telmo 171108_Fotos livros MUHM_Juliane Soska (25)Pedro Bonamigo e Miriam da Costa Oliveira

Aluno da primeira turma e professor da Faculdade Federal de Ciências Médicas da capital gaúcha, Telmo Pedro Bonamigo retrata nesta obra comemorativa a história da instituição desde a sua fundação até a sua transformação em universidade pública. O título conta também com a contribuição de outros colaboradores para a sua consolidação.    

171108_Fotos livros MUHM_Juliane Soska (3)Patrimônio cultural da saúde: inventário das instituições de Porto Alegre (1808-1958), de Beatriz Weber e Juliane Serres

O estudo apresenta uma relação de bens tombados, entre eles alguns hospitais e edificações relacionadas à saúde de Porto Alegre no período de 1808 a 1958. Importante fonte de pesquisa, a abordagem coloca em evidência a relevância desse patrimônio e da sua preservação para a história da saúde e da medicina no país.  
SEGUROS