Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
A Luta

Bagé: Ministério Público deve intermediar negociação para reabertura do Hospital Universitário

29/09/2016 12:04

Crédito: Elio Bandeira O Ministério Público de Bagé assumiu o compromisso de intermediar a negociação entre médicos, o Estado e a mantenedora do Hospital Universitário (Fundação Attila Taborda) para a reabertura da instituição, fechada desde agosto deste ano. A deliberação foi tomada durante encontro nesta quinta-feira (29) entre o delegado regional do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), Roberto Gaffrée e a promotora de Justiça Marlise Martino Oliveira. No encontro, também participou o representante da Assessoria Jurídica do SIMERS, advogado Eduardo Medeiros. Gaffrée reforçou à promotora a intenção dos médicos de que a instituição seja aberta para o atendimento à população. Somente na área de cardiologia, o hospital poderia realizar cerca de 250 exames mensais. No hospital atendiam 12 médicos, metade deles em regime CLT e metade como prestador de serviços. A instituição, dispunha de 100 leitos (sendo 10 deles de UTI) foi fechada pela mantenedora por falta de recursos. A promotora reforçou a existência de ação judicial pedindo o pagamento de importâncias em atraso, na qual já houve determinação de quitação dos atrasados, e a consequente reabertura do HU. Caso não ocorra o repasse, o Estado pode ter recursos bloqueados junto ao Hospital. Marlise afirmou que a intenção do MP é de que a instituição seja reaberta o mais rápido possível. “Temos interesse na volta desta prestação de serviço à cidade”, afirmou. Segundo ela, o Ministério Público vai chamar os médicos, o SIMERS e a mantenedora para negociar a reabertura do hospital tão logo ocorra a decisão judicial.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS