Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
A Luta

Cachoeirinha: entidades se unem e encaminham denúncia contra o prefeito, no Ministério Público de Contas

06/04/2017 19:20

Foto: Camila Ferro
Foto: Camila Ferro
O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS) e o Sindicato dos Municipários de Cachoeirinha (Simca) estão unidos em defesa dos direitos dos trabalhadores do município. Na quinta-feira (6), eles se reuniram no Ministério Público de Contas (MPC) e firmaram denúncia contra o pacote de medidas do prefeito de Cachoeirinha, Miki Breier (PSB), que tira direito dos servidores e não extingue cargos em comissão. A alegação do Executivo é de que precisa cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal e os servidores questionam isso. O SIMERS, na pessoa da vice-presidente, Maria Rita de Assis Brasil, e o Simca, foram recebidos pelo procurador-geral do MPC, Geraldo da Camino. Também esteve presente na reunião o deputado estadual Pedro Ruas (PSOL). Durante o encontro, as lideranças informaram ao MPC que no dia 29 de dezembro de 2016, a prefeitura de Cachoeirinha concedeu aumento para 42 servidores em cargo de comissão, sem qualquer avaliação sobre o impacto que isso determinaria aos cofres do município. Diante dos fatos, as entidades pedem ao MPC, entre outras coisas, que avalie e tome providências diante das medidas do governo que impôs a diminuição de salários para os servidores e o aumento para os cargos em comissão. O próprio prefeito tem salário de R$ 27.115,02 mensais e os servidores pedem a redução do valor. O grupo considerou positivo o encontro e ficou de detalhar, em ofício, as denúncias e enviá-las ao MPC para análise e providências.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS