Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
A Luta

Cachoeirinha: servidores encerram greve histórica

05/05/2017 19:25

Foto:Divulgação/SIMERS
Foto:Divulgação/SIMERS
Depois de 61 dias de mobilização, encerrou na sexta-feira (05) a greve dos servidores de Cachoeirinha. Centenas de trabalhadores votaram pelo fim do movimento em assembleia geral, realizada no Centro Municipal de Atendimento Educacional Lampadinha. Os municipários voltam às suas atividades nesta segunda-feira (08), mas seguem em estado de greve permanente. O grupo deliberou sobre a proposta do governo municipal, que apesar de não atender a todas as expectativas da categoria, avança em alguns itens, como o plano de carreira. Também trata da criação de grupos de trabalho para a discussão dos demais pontos do pacote de projetos do Executivo e o pagamento dos dias parados, um total de 42 dias úteis. Serão quitados 10 dias por mês até o final de 2017. Uma nova reunião entre governo e representantes dos trabalhadores ocorre na segunda-feira para organizar o calendário e a sistemática de trabalho dos grupos. A comissão de greve, incluindo o Sindicato Médico do RS (SIMERS), pedirá a retirada de um termo que condiciona a progressão da carreira ao crescimento da arrecadação do município. Os servidores concordaram com o limite prudencial (51,3%) e também com a reavaliação dos critérios. Para o SIMERS, a evolução nas negociações mostra a força do movimento dos mais de 3,5 mil servidores de Cachoeirinha, que promoveram uma greve histórica para o município. A paralisação iniciou no dia 06 de março, após a aprovação de um pacote de medidas que retiraram direitos dos trabalhadores.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS