Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
A Luta

Canoas: SIMERS cobra pagamento aos médicos

24/01/2017 17:48

Atrasos no repasse em Canoas
Eltz se reuniu com a secretária de saúde para discutir os atrasos no repasse. Foto: Divulgação/SIMERS
Os atrasos no repasse de recursos para o pagamento dos médicos que atuam nos hospitais e unidades de pronto atendimento de Canoas - gerenciados pelo Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e Saúde Pública (Gamp) - estão com os dias contados. Até o final desta terça-feira (24) a prefeitura municipal se comprometeu a pagar o gestor hospitalar e com isso quitará a folha relativa ao mês de dezembro. A partir de fevereiro, o Executivo municipal garante o cumprimento dos repasses mensais ao Gamp e da folha de pagamento dos médicos conforme previsto em contrato. O comunicado foi feito ao Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), nesta manhã, durante reunião com a secretária de Saúde de Canoas, Rosa Maria Groenwald. O diretor do SIMERS Jorge Eltz cobrou da prefeitura investimentos nos postos de saúde sucateados e pediu também que os salários dos médicos fossem pagos em dia .“A gestão do Gamp, se continuar assim, pode colocar o atendimento de milhares de pessoas em risco. Esse atraso no pagamento dos médicos não pode ser recorrente como aconteceu ano passado”, ressaltou o diretor. O Gamp recebe mensalmente 16,6 milhões para gerenciar, em Canoas, quatro Caps (Centro de Atenção Psicossocial), o Hospital Universitário, o Hospital de Pronto Socorro (HPS) e duas UPAS (Rio Brando e Caçapava). A secretária disse que serão feitas fiscalizações permanentes nos postos de saúde e que todos os 2,5 mil funcionários contratados pelo Gamp estarão com seus salários quitados até dia 5 do próximo mês. “Os repasses serão direcionados ao pagamento dos médicos, enfermeiros e fornecedores. Estamos realocando todos os recursos possíveis para quitar a dívida”, afirmou. Dos 16,6 milhões depositados desde o último dia 13, até o momento foram repassados 7,1 milhões do município para a mantenedora. A secretária se comprometeu a abrir um canal direto com o SIMERS para dialogar sobre demandas, reclamações e a melhor forma de atender a categoria. Ela disse ainda que a concretização do pagamento à mantenedora vai ficar vinculado ao serviço concluído por eles.

.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS