Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
Defesa

Canoas: Simers lamenta não comparecimento dos gestores da FMSC na primeira sessão de mediação junto ao TRT4

08/12/2022 12:27


A diretora da região Metropolitana do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), Alessandra Felicetti, lamentou a transferência da primeira sessão de mediação entre a entidade e a Fundação Municipal de Saúde de Canoas (FMSC), junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4), que estava agendada para esta terça-feira, 6.

 

O objetivo seria tratar sobre o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) para 2022/23 dos 90 médicos ligados à FMSC, responsável por gerir a rede básica do município — Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Estratégias de Saúde da Família (ESF). “Infelizmente, nenhum gestor da Fundação compareceu à mediação, representada apenas pelos seus assessores jurídicos. Nossa expectativa é de que, na próxima reunião, já sejam apresentados os valores para o reajuste salarial, assim como a garantia de direitos sociais dos médicos”, destacou Alessandra.


A agenda contou com a participação do vice-presidente do TRT4, Ricardo Hofmeister de Almeida Martins Costa, e do procurador regional do Ministério Público do Trabalho (MPT), Marcelo Goulart. Ainda durante a sessão, o vice-presidente do TRT4 determinou que o prefeito em exercício de Canoas, Nedy de Vargas Marques, seja notificado para o comparecimento na nova videoconferência, marcada para o dia 15 de dezembro.


“Agradecemos ao trabalho que vem sendo realizado pelas instituições de Justiça, na busca de soluções para que os médicos tenham seus direitos preservados, pois vale ressaltar que o Acordo vigente com a Fundação só foi assinado devido solicitação de mediação feita pelo Simers”, reforça a diretora.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS