Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
A Luta

Gamp zomba das leis trabalhistas e atrasa pagamentos de novo em Canoas

16/01/2018 16:48

Mais de uma semana depois do prazo para saldar os salários referentes a dezembro, o Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (Gamp) volta a atrasar pagamentos, numa clara demonstração de menosprezo às leis trabalhistas e aos médicos de Canoas. A notícia não chega a surpreender: há meses, o Grupo descumpre obrigações trabalhistas básicas sob a bênção da prefeitura de Canoas, que insiste em divulgar material publicitário alegando que o sistema de saúde da cidade é um modelo de qualidade. O atraso atinge não só os médicos celetistas, mas também aqueles profissionais que atuam sob outros formatos de contratação, como RPA e PJ. Alguns deles estão sem receber há mais de cinco meses. O Simers já comunicou o atraso ao Juízo Trabalhista de Canoas, que está atento ao caso. No final de dezembro, o Gamp fez um requerimento à Justiça para que o Simers retirasse suas denúncias do ar. Mas a juíza, em seu despacho, afirmou que o pedido "beira a má fé". Segundo ela, “é de conhecimento de todos os juízes atuantes em Canoas que o GAMP, desde que assumiu a prestação de alguns serviços de saúde em Canoas, atrasa salários e não deposita FGTS.”

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS