Defesa

Gestão 2022/24 do Simers segue atuando forte na defesa dos médicos que atuam no território gaúcho

12/01/2022 04:15

 

Mesmo sendo um período em que o país anda de forma mais vagarosa, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) segue atuando forte na defesa dos médicos que atuam no território gaúcho. Sob a liderança do presidente Marcos Rovinski, do vice-presidente Marcelo Matias, do diretor Geral, Fernando Uberti, e do diretor do Interior, Luiz Alberto Grossi, a nova diretoria vem implantando uma dinamicidade ainda maior, abrangendo pautas em todos as regiões de atuação, e focando na preservação do bem-estar médico e de seus direitos. 

Apesar de poucos dias, inúmeras são as demandas em andamento, tais como a defesa dos obstetras demitidos pelo Complexo Santa Casa, em Porto Alegre, que vem tendo sua pauta amplamente amparada pelo Núcleo de Obstetrícia do Simers. O encerramento do contrato do GAMP junto à Prefeitura de Canoas, que impacta na demissão de dezenas de profissionais, além de não haver um horizonte definido para a classe médica no município. 

No interior, importantes conquistas vêm sendo registradas, como por exemplo o pagamento de honorários em atraso pela Santa Casa de Santana do Livramento. Ainda na seara pecuniária, o Núcleo dos Médicos Municipários também vem, bravamente, lutando pela melhora nos vencimentos dos médicos que prestam serviços à Prefeitura de Porto Alegre. E, ainda, importante conquista: a inclusão no PDV do Grupo Hospitalar Conceição, dos médicos com 75 anos ou mais. 

Em ambiente virtual, a ampliação e projeção de pautas nos mais diferentes núcleos de atuação da Entidade, que se reúnem para definir sua atuação junto a casos de precarização do ambiente de trabalho, do exercício ilegal da medicina, entre outras áreas. 

Com a ampliação de casos de coronavírus, o Simers intensificou visitas em toda a rede de saúde de Porto Alegre e Região Metropolitana. Por meio de seus diretores, postos de saúde, UBSs, UPAs, hospitais e diversos tipos de serviços foram vistoriados pela Entidade, assim verificando a possibilidade de riscos ao exercício da medicina, como falta de EPIs, medicamentos e de infraestrutura. 

"Esse é a apenas o início, temos muito mais o que fazer. Nossos associados podem contar conosco, nas 24 horas do dia, todos os dias do ano. Estamos aqui para defender, melhorar e cobrar por um ambiente e uma profissão digna a todas as médicas e todos os médicos do Rio Grande do Sul", avalia Marcos Rovinski, presidente do Simers.

SEGUROS