Defesa

Hospital D. João Becker e a Secretaria de Saúde de Gravataí recebem comitiva do Simers

31/05/2021 17:48

A diretora do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), Gisele Belloli, liderou comitiva que esteve na quinta-feira, 27, no Hospital D. João Becker e na Secretaria Municipal de Saúde (SMS), de Gravataí. Na pauta: aproximação da entidade com o município e a priorização de ações na saúde. 

No hospital, a equipe foi recebida pelo médico diretor técnico Fernando Issa, que comentou a atuação da instituição durante a pandemia e observou que, em março, no auge da segunda onda da Covid-19, foram internados 140 pacientes com a doença. A instituição de saúde está atualmente com 45 internados devido à doença. Apesar dos desafios, Issa destacou alguns avanços, entre eles uma parceria com a Unisinos, ampliando as ações de hospital-escola e mais atendimentos em UTI e emergência. Ele informou que também está programada reforma do prédio com novas instalações e estruturas para aprimorar o atendimento à população e oferecer melhores condições de trabalho aos profissionais. 

Na Secretaria da Saúde, a diretora Gisele foi recebida pelo titular da pasta, Régis Fonseca Alves. Ela ressaltou que o objetivo da visita é reafirmar o bom vínculo com a gestão e priorizar as ações na saúde.

O secretário ouviu atentamente a manifestação e elogiou a entidade pela sensibilidade em buscar o diálogo e a interação com as dinâmicas no setor. O encontro serviu para que fossem tratados temas como os valores pagos referentes à insalubridade e também à carga horária realizada pelos profissionais. O encontro reforçou à abertura do município às discussões centradas na classe médica, na construção de alternativas viáveis que tragam benefícios para os profissionais médicos, porque valorizar a classe médica é valorizar a saúde do município. Ficou definido, ainda, que será aberta uma mesa de negociação entre os médicos, a entidade e a gestão do Município. 

Também participaram da reunião o diretor de Recursos Humanos e o diretor técnico médico da SMS, respectivamente Leandro Borba e Alessandro Lindner. O diretor técnico da pasta explicou que em relação à insalubridade, há uma lei municipal específica. Ele também citou que existem 198 médicos na rede municipal de saúde e a carga horária definida em concurso público é de 20 horas semanais e podem ser, mediante solicitação, reduzidas para 16 horas ou 12 horas.

SEGUROS