A Medicina

Medicina Nuclear detecta tumor e estágio da doença com precisão

16/01/2017 08:26

Equipamento da Madicina Nuclear
O exame PET-CT gera imagens em 3D dos órgãos, identificando alterações que possam indicar tumor
A medicina nuclear é uma especialidade médica que utiliza pequenas doses de substâncias radioativas com finalidade diagnóstica ou terapêutica. A característica mais importante da medicina nuclear é fornecer informações funcionais de diversos órgãos, como o coração, cérebro, rins e ossos, bem como diagnosticar a presença de um tumor e o estágio da doença. “O paciente recebe a injeção do radiofármaco e só depois é efetivado o exame. Ele será colocado em um equipamento que detecta radiação e através de diversos softwares a informação é transformada em uma imagem que permite avaliar o funcionamento do órgão. O equipamento não emite radiação, somente detecta.Toda a radiação que vem da medicina nuclear é proveniente do paciente. Vai detectar a radiação emitida pelo radiofármaco que está no paciente e as imagens serão registradas através do equipamento em monitores de vídeo”, ressaltou o chefe do Serviço Médico de Medicina Nuclear do Hospital Moinhos de Vento, Gabriel Grossman. No Rio Grande do Sul existem 32 serviços autorizados pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) a funcionar. Já inserida no Sistema Único de Saúde (SUS), a Medicina Nuclear é classificada como sendo de alta complexidade, o que significa que são procedimentos que envolvem alta tecnologia e custos elevados. A área exige uma equipe multidisciplinar composta por médicos, tecnólogos, físicos-médicos e equipe de enfermagem treinada para o trabalho com radiofármacos. O Ministério da Saúde publicou em abril de 2014 três portarias que incorporam ao Sistema Único de Saúde (SUS) o exame PET-CT, um tipo específico de exame na área da Medicina Nuclear. O PET/CT é um equipamento híbrido que associa a informação funcional obtida pelo PET com a informação anatômica da tomografia computadorizada. Este exame é predominantemente utilizado na área da Oncologia, pois pode determinar o grau de disseminação de diversos tipos de câncer bem como planejar o tratamento e avaliar a resposta terapêutica. “A Medicina Nuclear abrange a avaliação de diversos órgãos em múltiplos cenários clínicos. É uma especialidade médica que pode ajudar muito o médico e seus pacientes no diagnóstico e tratamento de uma variedade muito grande de doenças”, ressaltou Grossman.
Equipamento de ponta para realização de exames da Medicina Nuclear para diagnóstico de tumor
SEGUROS