Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
Defesa

Núcleo de Psiquiatria do Simers busca apoio do MPF para reverter a crise de recursos humanos no Hospital São Pedro e IPF

23/09/2022 17:48

A falta de recursos humanos — principalmente de psiquiatras — para atuarem no Hospital Psiquiátrico São Pedro (HPSP) e no Instituto Psiquiátrico Forense (IPF) foi pauta de agenda entre o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) e o Ministério Público Federal (MPF), na tarde desta quinta-feira, 22.

A reunião ocorreu na sede do órgão, quando o diretor-geral do Sindicato e coordenador do Núcleo de Psiquiatria da entidade (NuPsiq-Simers), Fernando Uberti, e a psiquiatra e membro do Núcleo Graziela Stein foram recebidos pelas promotoras Ana Paula Carvalho de Medeiros e Suzete Bragagnolo. Também participaram as assessorias jurídica e política sindicais.

“Buscamos o apoio do MPF para reverter a crise de recursos humanos, que afeta tanto o Hospital São Pedro quanto o Instituto Psiquiátrico Forense, esse último com fragilidades estruturais mais amplas que a escassez de pessoal, o que também foi abordado. E ficamos muito satisfeitos em saber que a instituição está à disposição e tem o interesse em participar de audiências públicas, assim como em definir quais as atribuições podem ser empregadas nesse processo. Dessa forma, ampliamos o leque de instituições envolvidas na luta pela qualidade na assistência em saúde mental em nosso Estado”, reforçou Fernando.

Em sua fala, Fernando Uberti fez um relato das ações do NuPsiq-Simers na defesa do HPSP e do IPF. Segundo o psiquiatra, a pauta também já foi tema de agenda do Sindicato com representantes do Ministério Público Estadual, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RS), além da Frente Parlamentar em Defesa do São Pedro, na Assembleia Legislativa, bem como de diversas reuniões de Grupo Técnico (GT) com a Secretaria Estadual da Saúde (SES-RS).

“Ao longo da nossa caminhada, alcançamos alguns avanços, como a reabertura de leitos, melhorias de infraestrutura física e garantia de exames complementares aos pacientes internados. Entretanto, a falta de profissionais continua sendo um entrave para o atendimento digno à população e a precarização dos recursos humanos tem nos preocupado muito”, destaca o diretor-geral do Simers.

Hoje, o Hospital São Pedro possui menos de dez psiquiatras para atender a demanda de 88 municípios gaúchos, e também para proporcionar atenção à formação especializada de Psiquiatras e outros profissionais.

Já o IPF, responsável pela custódia de pacientes psiquiátricos que cometeram delitos em todo o Estado, considerado modelo em atividade pericial para o país, conta com apenas dois psiquiatras na ativa, responsáveis pelo atendimento de mais de 100 pacientes.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS