A Luta

Inconformado com demora no atendimento, homem quebra uma porta no Hospital Universitário de Rio Grande

23/02/2018 16:38

Mais uma vez, a precariedade da Saúde pública expõe os médicos à insegurança. Desta vez, o caso foi registrado em Rio Grande. No final da tarde da última quarta-feira (21), um homem quebrou uma porta do Pronto Atendimento do Hospital Universitário ao saber que sua companheira, que estava em trabalho de parto, teria de esperar mais um pouco para ser atendida. A polícia foi acionada, mas o homem fugiu do local. Segundo os médicos ouvidos pelo Simers, o casal havia tentado atendimento na Santa Casa do município, sem sucesso. Já o Centro Obstétrico do HU-FURG estava superlotado. Relatos obtidos pelo Simers dão conta de que havia 15 pacientes internadas em um espaço onde só cabem cinco. Os médicos também relatam que, com frequência, as parturientes ocupam os corredores, bancos, salas de observação e de atendimento – o que favorece casos como o da última quarta-feira. Atento, o presidente do Sindicato Médico de Rio Grande (Simerg), Horácio Brum, esteve no HU e conversou com profissionais e com a superintendente do HU-FURG, Sandra Crippa Brandão, a fim reforçar a necessidade de melhorias urgentes na unidade de Saúde.
SEGUROS