A Luta

Prefeito de Cachoeirinha garante soluções para demandas apontadas pelo Simers

12/12/2017 08:31

O prefeito de Cachoeirinha, Miki Breier, garantiu providências para os problemas na saúde relatados pelo Simers, em reunião nesta segunda-feira (11). O gestor ouviu as diversas reclamações de médicos e também constatações da entidade, que caracterizam a fragilidade da assistência em saúde no município. Em novembro, o Simers reiterou ao Ministério Público as principais necessidades identificadas. Em conversa com a diretora Gisele Lobato, a gestão acenou com a implementação da classificação de risco no Pronto Atendimento 24h, bem como a convocação de dois pediatras para atendimento no local e a contratação de uma nova empresa para higienização das unidades básicas de saúde. O secretário municipal da Saúde, Paulo Abraão, também participou da reunião e afirmou que a burocracia no encaminhamento de pacientes para exames solicitados pelos médicos especialistas também está sendo solucionada, bem como está prevista a estruturação de um serviço para atender a política do Ministério da Saúde, aprovada em 2012 para o Sistema Único da Saúde (SUS), que refere-se à assistência a pacientes com Transtorno do Espectro Autista.

Retaguarda e referência

Outro importante suporte é a busca de parceria com municípios da região para garantir a retaguarda em casos de atendimentos que não podem ser feitos em Cachoeirinha, especialmente na área de exames e traumatologia. Da mesma forma, Abraão revelou que a cidade tem dialogado com o Estado sobre às referências para encaminhamento de pacientes, já que o único hospital local, o Padre Jeremias, frequentemente atende com sua capacidade de demanda extrapolada, e, além disso, não dispõe da cobertura de exames mais complexos e suporte de equipe cirúrgica. Ciente disto, o Simers reforçou sua preocupação e o sentimento de apreensão da categoria em relação a falta de recursos essenciais para a atividade médica no município. Entre elas, a falta de RX e ecógrafo no PA 24h, que impedem que seja prestada uma assistência imediata ao paciente. O ecógrafo, por exemplo, está indisponível até mesmo no hospital Padre Jeremias.

Inauguração da UPA 24h

Segundo Abraão, o município prevê solucionar esse impasse com a inauguração da UPA porte 1, prevista para 2018. Localizada no bairro Jardim do Bosque, a unidade ainda precisa ter 50% da obra concluída, mas o Executivo planeja transferir para lá o atendimento que atualmente é prestado no PA 24h.

171211_Reunião Cachoeirinha_Prefeito Miki Breier_Juliane Soska (10)Insumos e medicamentos em dia, garante secretário da saúde

A diretora do Simers também reforçou a reivindicação dos profissionais sobre a oferta de insumos básicos e medicamentos, frequentemente em falta. “No caso dos medicamentos, os médicos acabam sendo impedidos de utilizar até mesmo protocolos já existentes para AVC, dor torácica, entre outros”, alertou Gisele. Abraão assegurou que os itens estão sendo comprados, e há uma reavaliação da equipe farmacêutica em relação a alguns medicamentos requeridos, mas será necessário ainda um debate com todos os servidores que prestam assistência. “A nossa intenção é sempre propositiva, em busca de melhores condições de trabalho para os médicos e em defesa da saúde da população”, explicou Gisele. Já o prefeito ressaltou a disposição do governo em permanecer dialogando com a entidade.

Próximos passos

O Simers se reunirá com os médicos para repassar as providências que estão sendo adotadas pela gestão, bem como pedir que permaneçam vigilantes em situações que possam ocasionar risco de desassistência à saúde pública de Cachoeirinha.
SEGUROS