Defesa

Simers alerta sobre a precarização do trabalho durante a pandemia

24/02/2021 00:00

Com o aumento dos casos de Covid-19 e a elevação da taxa de ocupação dos leitos de UTIs na Capital e em diversas regiões do Estado, a pandemia coloca em alerta não só a sociedade, mas também os profissionais da saúde. 

Com essa situação, há mais demandas para a atuação dos médicos, porém o Simers ressalta que é preciso melhores condições de trabalho e também o estabelecimento adequado das regras contratuais entre contratantes e contratados, evitando possíveis descompassos que possam gerar uma precarização do serviço médico. Há locais em que faltam recursos, insumos, equipamentos e os profissionais trabalham, inclusive, nos dias de altas temperaturas, em ambientes sem ar-condicionado, a exemplo das “tendas Covid”. 

No que diz respeito às contratações, há possibilidades de RPA, pessoa jurídica, CLT ou outras modalidades, porém, de acordo com a entidade médica, que oferece equipe especializada para auxiliar os médicos, as informações devem ser muito bem avaliadas para não gerar questões que possam prejudicar a prestação de serviço em saúde como um todo.  

Na avaliação do diretor Jefferson Boeira, em relação aos plantões, por exemplo, escalas acertadas de maneira informal podem gerar riscos. Por isso, ele recomenda cuidados e destaca que o Simers auxilia os seus associados em todas as questões que envolvem a carreira e a vida do médico, para que o profissional possa se dedicar ao bem maior, que é o cuidado e o zelo à saúde e à vida da população.

SEGUROS