A Luta

SIMERS cobra Secretaria de Saúde de Porto Alegre por mais segurança na atenção básica

18/10/2017 16:59

insegurança na atenção básica
Gonzales ressaltou a aflição dos médicos com a insegurança. Foto: Divulgação/SIMERS
Instalação de câmeras de segurança (internas e externas) e ativação de botão de pânico nas 142 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Porto Alegre. Essas foram as promessas feitas pelo coordenador da atenção primária da Capital, Thiago Frank, em reunião com o SIMERS na tarde desta quarta-feira (18).

Luta antiga

A cobrança pela melhoria na segurança das unidades de saúde é uma luta antiga da entidade médica e se tornou ainda mais urgente depois de um tiroteio ocorrido no fim de setembro, em frente à UBS Diretor Pestana, no bairro Humaitá, que terminou com uma morte. O pedido do SIMERS é que também sejam intensificadas as rondas da Guarda Municipal na região. “Os funcionários estão com medo e nós vamos continuar acompanhando a situação, cobrando que sejam definidos prazos para que as medidas propostas pela Secretaria de Saúde sejam postas em prática e possam garantir mais segurança no exercício da profissão”, pontuou o diretor do SIMERS André Gonzales.
SEGUROS