Vida

Simers manifesta preocupação com desmonte das equipes dos serviços de HIV/aids e tuberculose no RS

26/03/2021 15:44

O impacto da pandemia de Covid-19 nos serviços de HIV/aids e tuberculose no Rio Grande do Sul foi o tema da audiência pública realizada nesta quarta-feira (24) pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. A iniciativa da proposição foi da deputada Luciana Genro (Psol). O vice-presidente do Simers (Sindicato Médico do Rio Grande do Sul), Marcos Rovinski, manifestou preocupação com a redução e o desmonte das equipes de saúde para o tratamento das duas enfermidades. 

Na avaliação do dirigente, o cenário foi agravado pela pandemia, mas também pela precarização da atividade médica através da redução de vencimentos e condições inadequadas de trabalho. “Existe a necessidade urgente de investimentos e reorganização das equipes de saúde”, afirmou.

Durante o encontro, foi destacada a dificuldade das pessoas que têm tuberculose ou que vivem com HIV de receberem o atendimento básico do serviço público de saúde durante a pandemia. Levantamento divulgado na reunião virtual, realizado entre março e dezembro de 2020 no Estado, apontou a redução de 60% das equipes técnicas de atendimento para a tuberculose. Em relação a Porto Alegre, a redução do diagnóstico de novos casos da doença chegou a 26% no período. O cenário para os pacientes com HIV é semelhante.

SEGUROS