Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
A Luta

SIMERS pressiona para garantias de direitos dos servidores de Cachoeirinha

31/03/2017 17:43

Foto: SIMERS/Divulgação
Foto: SIMERS/Divulgação
A greve dos servidores de Cachoeirinha já dura um mês e não há perspectiva de negociação por parte do município. Devido às medidas impostas pela prefeitura, que retira uma série de direitos conquistados pelos trabalhadores, aprovados em regime de urgência pela Câmara de Vereadores, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), em conjunto com o deputado estadual Pedro Ruas (PSOL) e representantes do Sindicato dos Municipários de Cachoeirinha (SIMCA), inclusive o presidente da entidade, Guilherme Runge, se reuniram com o procurador de Justiça Cesár Faccioli, no Ministério Público, em Porto Alegre, na sexta- feira (31). Durante a reunião, Faccioli se comprometeu em auxiliar na mediação para a abertura de diálogo entre os servidores e o Executivo municipal, com o objetivo de avançar nas negociações. “Farei contato com a promotoria de Cachoeirinha e se houver o interesse da promotoria mediar, daremos o suporte para que siga nesse caminho de estabelecer um espaço de negociação mais amplo do que aquele que hoje está estabelecido, tentando construir uma solução”, disse Faccioli. Ele também se comprometeu a verificar, com a promotoria de Cachoeirinha, como está o expediente aberto pelo SIMCA alegando inconstitucionalidade na votação. Caso seja evidenciado indícios disso, a competência para encaminhar o procedimento é do Procurador-Geral do MP, ou seja, não poderá ficar em Cachoeirinha. Vale lembrar que, na quinta- feira (30), servidores e Brigada Militar entraram em confronto após manifestação em frente ao Legislativo municipal. Na oportunidade, a Câmara aprovou por 14 votos favoráveis a 2 contrários a redução do vale-alimentação dos trabalhadores que ganham  acima de R$ 2.000. Desde o dia 6, início da greve, os municipários foram às ruas protestar pela manutenção de seus direitos. O movimento conta com a participação de 3,5 mil trabalhadores.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS