Defesa

Simers provoca audiência pública que debate plano de reestruturação imediata do Hospital Psiquiátrico São Pedro

21/06/2022 20:28

A urgente necessidade de ações que revertam a fragilização em uma das instituições psiquiátricas mais importantes do Estado foi pauta de audiência pública da Frente Parlamentar em Defesa do Hospital Psiquiátrico São Pedro, presidida pelo deputado estadual Thiago Duarte, que ocorreu na tarde desta segunda-feira, 20.

 

A realização da reunião faz parte de um conjunto de ações empreendidas pelo Núcleo de Psiquiatria do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (NuPsi-Simers), no sentido de viabilizar a manutenção e o fortalecimento do Hospital Psiquiátrico São Pedro (HPSP), por meio de atuações nas esferas jurídica, política e midiática. Nesse contexto, o Simers solicitou ao parlamentar ações no âmbito da Assembleia Legislativa do RS (ALERS), contando com a pronta resposta do parlamentar e convocação de audiência para tratar sobre o tema, cenário e alternativas. 

 

Participaram o presidente do Sindicato, Marcos Rovinski, o diretor-geral e coordenador no NuPsi-Simers, o psiquiatra Fernando Uberti, além dos integrantes do Núcleo, os também psiquiatras Luciana Mesko, Graziela Stein e Rogério Cardoso — ex-diretor do HPSP. 

 

“Desde 2020, estamos em uma luta contínua pela defesa, manutenção e expansão do hospital e é importante esse ato para que haja ainda maior mobilização e articulação da sociedade e dos gestores em torno do São Pedro e suas necessidades”, destacou Rovinski.

 

Para Fernando Uberti, é mais do que necessário um plano de reestruturação do hospital, ação que é de responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde (SES), gestora da instituição. “O Hospital Psiquiátrico São Pedro motivou a criação do Núcleo de Psiquiatria do Simers, ainda em 2020, com uma campanha de sensibilização da sociedade e dos gestores pela valorização dessa instituição como campo assistencial, de ensino e de formação, com uma excelência reconhecida historicamente”, relata Uberti.

 

O dirigente afirma que, apesar de alguns avanços conquistados nos últimos anos, ainda existem muitas dificuldades, como a precarização do cenário em recursos humanos. De acordo com ele, essa é uma justificativa para a não reabertura de leitos, como os da Unidade de Dependência Química, e para a não criação de novas vagas.

 

“Entretanto, parece existir um descompasso entre o que a Secretaria de Saúde do Estado fala e o que faz. De um lado, diz que não pode ampliar a assistência no local devido à falta de pessoal. De outro, apesar do pouco número de funcionários, existe a transferência desses profissionais para os Serviços Residenciais Terapêuticos. Precisamos caminhar para construir soluções que viabilizem uma melhor assistência aos pacientes e valorização de todos os profissionais que lá atuam”, ressalta Uberti.

 

Nova reunião

 

A próxima reunião de trabalho da Frente Parlamentar em Defesa do Hospital Psiquiátrico São Pedro está marcada para o próximo dia 28, às 10h, no próprio hospital, com a presença da Secretária Estadual de Saúde, Arita Bergmann. Até lá, a Frente aguarda da SES/RS a lista nominal de todos os servidores do Hospital, o setor para os quais foram nomeados e onde estão efetivamente lotados nesse momento.  

 

A reunião contou com a presença de diferentes entidades que lutam pela reestruturação e manutenção do local, e que foram convidadas pela Frente a se unirem em torno desse movimento. Participaram a representante da Secretaria Municipal de Saúde, Cristiane Strocke; o Presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), Antônio Geraldo; o Vice-Presidente da ABP, Cláudio Martins; o primeiro-secretário do Cremers, André Cecchini; o diretor da AMRIGS, Dirceu Rodrigues; o presidente do Sindicato dos Professores de Educação Física, Ubirajara Brites; o ex-diretor do Hospital São Pedro, Luiz Carlos Coronel; além de funcionários de diferentes setores.

 

No formato on-line, participaram a Coordenadora de Saúde Mental da SES/RS, Marilise Fraga de Souza; as promotoras Inglacir Delavedova e Liliane Dreyer, do Ministério Público Estadual, e a diretora técnica do Hospital Psiquiátrico São Pedro, Dra. Liliane Dias de Lima.

 

SEGUROS