A Luta

Simers se mobiliza contra a simplificação do Revalida

11/08/2020 00:00




O Simers está mobilizado para evitar a aprovação, pela Câmara dos Deputados, da matéria que simplifica o Revalida. Para isso, na tarde desta segunda-feira (10), o presidente e o vice-presidente da entidade, Marcelo Matias e Marcos Rovinski, respectivamente, reuniram-se por videoconferência com o deputado federal Pedro Westphalen (PP-RS), da Bancada Gaúcha. 

Para Matias, esta medida pode colocar em risco a profissão e expor pacientes a um atendimento precário. “É um renascer do Mais Médicos, que, todos sabemos, não produziu nenhum impacto positivo em relação à Saúde aqui no Brasil. Isso é muito grave, pois não se faz boa medicina sem profissionais bem formados”, pondera.

Outra fragilidade, segundo Rovinski, é a justificativa: “O senador Eduardo Braga usou  como argumento a equalização do Brasil com os outros países. Mas é justamente o contrário, pois no exterior não há tendência de facilitação de revalidação de diplomas médicos."

Ao mostrar-se favorável à posição do Simers, o deputado comprometeu-se a trabalhar junto aos seus pares. "Já há legislação sobre o tema no Brasil, votamos ano passado na Câmara e no Senado. Não vemos ganho para a saúde pública em votar outro projeto sobre o mesmo tema e com tantas fragilidades".


Sobre o PL

O Senado aprovou nesta quinta-feira (6) o substitutivo do PL que simplifica as normas de realização do exame e prever um Revalida Emergencial, a ser aplicado dentro de um prazo de 90 dias. Sob a alegação de combate à Covid-19, o Senador Eduardo Braga (MDB-AM) prevê que poderão participar do exame emergencial os portadores de diplomas médicos expedidos por instituição de educação superior estrangeira, exigindo-se apenas a residência legal no Brasil.

SEGUROS