A Luta

Simers verifica condições de Unidades Básicas de Saúde de Gravataí

12/11/2020 00:00

Em continuidade às visitas aos serviços de saúde que vem realizando, o Simers esteve em três unidades de Gravataí na manhã desta quinta-feira (12). As visitas contaram com a participação da diretora Gisele Belloli e da assessora Política Carolina Gargaro.

A ação começou pela Unidade Básica de Saúde Vila Branca. O local conta com oito médicos, entre clínicos-gerais, ginecologistas e pediatras. Entre as demandas apontadas, é que em dias de chuva aparecem algumas goteiras e existe também a necessidade de melhor organização dos pacientes que buscam atendimento com sintomas relacionados à Covid-19. Outra questão levantada foi o fato de, apesar de amplo, o espaço não conta com isolamento acústico nas salas de atendimento, o que não oferece privacidade aos pacientes. 

O Simers também compareceu à Unidade de Saúde Bonsucesso. Atualmente, três médicos atuam no local. Foi verificado a falta de uma sala específica para o atendimento de casos de Covid-19. Segundo os profissionais, há anos uma reforma está prevista para o local, mas ainda não foi concluída. Os profissionais falaram sobre a necessidade de colocação de uma rampa, para melhorar a acessibilidade. 

Uma das maiores unidades do município, a UBS Centro também recebeu os integrantes do Simers. Três clínicos-gerais, três ginecologistas e três pediatras atendem na instituição. Mas o que mais diferencia a unidade das demais é o fato de, no mesmo terreno, funcionar a única Farmácia Municipal de Gravataí, o que causa aglomeração em frente ao espaço, que não oferece estrutura adequada para abrigar os pacientes e seus acompanhantes. Além disso, o prédio que abriga a unidade é muito antigo e está mal cuidado, o que exige reparos e melhorias. 

Além de alguns problemas de infraestrutura nos três locais, a falta de valorização profissional, reajuste das remunerações e aumento no adicional de insalubridade são as principais necessidades dos profissionais que atuam no município. O Simers está avaliando as medidas jurídicas cabíveis para atender as reivindicações dos médicos.

SEGUROS