Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
A Luta

Trabalhadores dos hospitais fazem pressão em ato no TRT em Porto Alegre

18/11/2016 15:27

Trabalhadores de hospitais de Porto Alegre se concentram em frente ao prédio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 4ª Região, na tarde desta sexta-feira (18), para pressionar a audiência que ocorre no quinto andar do órgão entre categorias da saúde, Sindihospa e a vice-presidência do tribunal. A conciliação foi chamada pelo TRT diante do impasse nas negociações. WhatsApp Image 2016-11-18 at 15.19.15A reunião começou às 14h, teve intervalo e continua neste momento. A mobilização também é forte na sala onde se desenrola as conversações. A situação é tensa e há expectativa de que se possa ter avanços no reajuste. As categorias, entre eles os médicos, buscam reposição da inflação de 12 meses, de 9,91%. O presidente do Sindicato Médico do RS (SIMERS), Paulo de Argollo Mendes, está na audiência e espera que os hospitais mostrem, com proposta concreta, que realmente valorizam quem é responsável por manter os serviços. "A mobilização está forte. A luta é pela reposição integral", reforça Argollo. Em assembleia unificada na sexta-feira passada (11), em frente ao Hospital Nossa Senhora da Conceição, as categorias aprovaram manter estado de greve até esta sexta-feira. Os trabalhadores de 12 hospitais que seguem a convenção do Sindihospa e ainda a UPA Zona Norte promoveram paralisação de 48 horas nos dias 9 e 10. Até as paralisações, o sindicato patronal havia oferecido reajuste de apenas 5% e ainda parcelados. No tribunal, chegou a ser apresentada a oferta de 6%.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS