A Luta

Troca de tiros e fuga marcam 19º caso de violência em unidades de saúde do RS

27/06/2017 09:15

Com um intervalo de pouco mais de 24 horas, o Rio Grande do Sul voltou a registrar um novo caso de violência em unidades de saúde e seus entornos. O 19º episódio, conforme levantamento do Sindicato Médico do RS (SIMERS), ocorreu na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Lajeado, no Vale do Taquari, nesta segunda-feira (26). Um preso do Presídio Estadual de Lajeado, levado para atendimento no local, foi resgatado por comparsas após troca de tiros. Um agente penitenciário foi levado como refém pelo bando e solto horas mais tarde em outro município.

SIMERS defende criação de serviço específico

O SIMERS defende a criação de um serviço específico para o atendimento médico de detentos. O presidente da entidade Paulo de Argollo Mendes ressalta que médicos e pacientes não podem ser expostos a situações como a registrada em Lajeado e outro caso ocorrido em Porto Alegre no domingo (25). “Em pouco mais de um dia vemos um preso sendo resgatado de uma UPA em Lajeado e um indivíduo aparecendo próximo a um posto da Vila dos Sargentos, em Porto Alegre, esquartejado e decapitado. A violência que ronda os postos de saúde está em um nível absolutamente intolerável. E a prática de levar criminosos a postos do Sistema Único de Saúde precisa ser imediatamente revista”, pondera.
SEGUROS