Defesa

Nota oficial

26/03/2021 09:11

Desde o início da pandemia do coronavírus, o Simers (Sindicato Médico do Rio Grande do Sul) trabalha incansavelmente para garantir as melhores condições de trabalho para os médicos - em especial aos que estão na linha de frente do enfrentamento à Covid-19 - com o propósito de possibilitar atenção e atendimento adequado à população, além de promoção da saúde. Dessa forma, a entidade reitera a necessidade de urgentes providências das autoridades e órgãos afins com relação à falta de insumos e medicamentos aos pacientes de UTIs de instituições de saúde de diferentes cidades. 

Por meio do Canal de Denúncias do Simers, foram registrados casos de desabastecimento de medicamentos básicos e insumos para o atendimento dos pacientes que recebem atendimento nas Unidades de Tratamento Intensivo, tais como analgésicos, sedativos e neurobloqueadores musculares indispensáveis para os casos de intubação. 

Visando garantir a disponibilidade e prevenir a falta desses itens, o Simers encaminhou ofícios ao Ministério Público Estadual, Sindicato dos Farmacêuticos do RS, Cremers (Conselho Regional de Medicina do RS), Secretaria Estadual da Saúde e 10ª Coordenadoria Regional de Saúde. 

O Simers alerta sobre a gravidade dos relatos e das possíveis consequências, riscos aos pacientes e ao trabalho dos profissionais que empenham dedicação extrema para salvar vidas neste momento de agravamento da pandemia. 

A entidade ressalta que não medirá esforços para o atendimento aos pleitos dos médicos.

Porto Alegre, 26 de março de 2021.

Simers - Defender os médicos é defender a saúde.

SEGUROS