Medicina

Núcleo de Combate ao Exercício Ilegal da Medicina chama atenção para a valorização do médico Dermatologista

13/05/2021 15:18

A Sociedade Brasileira de Dermatologia propõe que maio seja o mês dedicado à reflexão sobre a atuação dos médicos especializados em cuidados com pele, unhas e cabelos. Por ser esta uma das áreas mais afetadas por infrações à Lei do Ato Médico, o Núcleo de Combate ao Exercício Ilegal da Medicina do Simers (Sindicato Médico do Rio Grande do Sul) une-se à campanha.

 “Somente o médico tem o conhecimento necessário para cuidar de sua saúde e do bem-estar das pessoas. Muitas vezes, o paciente chega ao nosso consultório com problemas ocasionados por profissionais sem a habilitação necessária e cabe a nós resolver questões causadas por imprudência e falta de conhecimento”, destaca Mônica Berg, coordenadora do grupo de trabalho.

De acordo com a SBD, as ações realizadas no período buscam fortalecer a especialidade e  alertar a sociedade para os riscos aos quais os pacientes se expõem ao confiar em profissionais sem formação médica. Apenas o dermatologista está apto para ações de prevenção, diagnóstico e tratamento de mais de três mil doenças dermatológicas catalogadas. Leia mais sobre a campanha no site da Sociedade.

SEGUROS