Defesa

Presidente do IPE Saúde sinaliza ao vice-presidente do Simers a efetivação do primeiro lote de conversões de PF para PJ de médicos

28/09/2021 14:46

O IPE Saúde liberará nas próximas semanas um primeiro lote de conversões de contrato de trabalho de 90 médicos de pessoa física (PF) para pessoa jurídica (PJ) e já prepara um novo lote. Será dada maior atenção ao interior. Com a restruturação em curso, haverá redução de gastos e um aumento de receita, o que viabilizará o reajuste dos procedimentos e dos médicos. A promessa foi feita pelo presidente do IPE Sáude, Júlio César Viero Ruivo, ao vice-presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), Marcos Rovinski, em reunião no início da noite da segunda-feira, 27, no prédio administrativo da instituição. Com isso, ele atenderá pedido do Sindicato, que há meses vem negociando estas medidas.

 

“O presidente do IPE está disposto a recuperar a instituição com a adoção de um plano estratégico. Ele entende a necessidade de melhorar as condições de trabalho dos médicos e, com a conversão do contrato de trabalho dos médicos, sinaliza que sobrará recurso e com isso começará a atender a categoria”, observa Rovinski. O vice-presidente do Simers saiu otimista do encontro, que durou mais de uma hora. “Os reajustes gerariam um incentivo aos profissionais, ampliaria o atendimento de saúde à população e melhoraria a imagem e a credibilidade do IPE Saúde tanto em relação aos médicos, quanto para a sociedade”, finaliza.

 

O Simers vem negociando com o IPE Saúde e solicitando que haja maior celeridade na atenção dos pedidos de conversão PF/PJ, ajuste na tabela de remunerações por procedimentos e, principalmente, que seja atendida a solicitação de aumento na remuneração por consultas médicas, com a reposição da inflação e adequação dos valores ao mercado. Desde 2011, os procedimentos médicos não têm qualquer reajuste.

 

No encontro, Ruivo citou ao vice-presidente e aos assessores político e jurídico da entidade médica a proposta de Medidas de Redução de Despesas e Providências na Ampliação de Receitas, um estudo focado na sustentabilidade financeira da autarquia. “Buscamos soluções melhores para o presente e também o futuro da instituição. Também queremos ter condições para melhor remunerar os médicos e garantir a boa prestação de serviços tanto para os servidores, como para a população gaúcha”, disse o presidente do IPE Saúde. Também participou da reunião o chefe de Gabinete do IPE Saúde, Rafael Acosta Amaral.

SEGUROS