Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
A Luta

Pressão do SIMERS faz novo gestor de Canoas regularizar pagamentos atrasados

26/12/2016 17:25

Assembleia de médicos de Canoas
Assembleia dos médicos de Canoas reforçou movimento. Foto: Divulgação/SIMERS
A pressão do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS) em favor dos médicos ligados ao Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e Saúde Pública (Gamp) deu resultado. A instituição efetuou, nesta segunda-feira, 26, o pagamento de parte dos salários de novembro e a segunda parcela do décimo-terceiro salário, que estavam em atraso. A vitória da categoria – que recebeu os valores um dia antes do previsto – veio após negociação do Sindicato com o Gamp, inclusive, com informação à população gaúcha por meio de intensa veiculação na mídia. A vice-presidente do SIMERS, Maria Rita de Assis Brasil, destacou a vitória obtida pelos médicos, com a participação efetiva do Sindicato. Na semana passada, o SIMERS sediou uma assembleia geral extraordinária dos médicos ligados ao Gamp. Na ocasião, Maria Rita destacou que os médicos já haviam conquistado uma vitória, com a definição da contratação dos profissionais via CLT. São cerca de 500 médicos ligados ao Gamp, que atuam no Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC), Hospital Universitário (HU), UPAs Caçapava e Rio Branco e CAPS Recanto dos Girassóis, Travessia, Amanhecer e Novos Tempos. Nova Administração O SIMERS acompanha a mudança que ocorre em Canoas com a saída do Mãe de Deus da administração dos hospitais e demais unidades de saúde. Após vencer licitação feita pela prefeitura de Canoas, o Gamp assumiu a gestão em 1º de dezembro deste ano. Desde então, o Sindicato Médico monitora e atua intensamente para que os médicos tenham seus direitos trabalhistas assegurados.

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS