Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - Simers
A Luta

Simers alerta para o risco de infecção em dois dos maiores hospitais da região metropolitana

05/02/2018 14:16

  hpsc-canoas-gamp-519x465 O Hospital Universitário e o HPS de Canoas estão há dois dias sem o serviço de controle de infecção hospitalar nas suas unidades. Em razão de atraso superior a 90 dias no pagamento das remunerações dos prestadores de serviços, os médicos responsáveis pelo serviço de controle de infecções nas unidades hospitalares rescindiram os contratos e suspenderam as atividades neste domingo (04/02). Por determinação legal, o serviço não pode ser interrompido. A Portaria número 2616/1998 do Ministério da Saúde determina a obrigatoriedade da manutenção de programa de controle de infecção hospitalar e delimita as funções da comissão de controle, que deve ser obrigatoriamente composta por médico. O SIMERS já alertou o Conselho Regional de Medicina sobre o risco de funcionamento das unidades sem o serviço e adverte que caso os gestores não equacionem o problema com urgência, é iminente o risco de interdição dos dois maiores hospitais da região metropolitana.    

Aviso de Privacidade

O Simers utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para melhorar a experiência de usuário. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.

Ver Política
SEGUROS