Defesa

Simers oferece apoio total aos médicos do GHC

07/01/2021 00:00

O Sindicato Médico do RS (Simers) lamenta profundamente a decisão da diretoria do Grupo Hospitalar Conceição (GHC) de demitir os empregados da instituição com idade igual ou superior a 75 anos. A ação foi fundamentada na aposentadoria compulsória dos envolvidos. O comunicado invasivo à vida dos respeitados profissionais ocorreu de forma inesperada, através de telegrama, com antecedência de apenas três dias.

A medida, conforme análise inicial do departamento jurídico do Simers, não possui respaldo legal, visto que inexiste lei federal exigida pela Constituição para regulamentar a aposentadoria compulsória dos empregados públicos. Assim, entende-se que a decisão do GHC denota o total descaso com os profissionais que trabalham há tantos anos para a instituição e com históricos memoráveis em defesa da saúde de todos.

A entidade médica ajuizará uma ação coletiva em prol dos empregados abrangidos pela decisão do empregador, conforme autorização já fornecida pela categoria em Assembleia Geral Extraordinária ocorrida no dia 18 de novembro de 2020, a fim de buscar a guarida da Justiça do Trabalho para impedir que o ato arbitrário do Grupo Hospitalar Conceição cause prejuízos irreparáveis aos médicos envolvidos.



SEGUROS