Medicina

Simers participará da Comissão de Transição no processo sucessório na saúde de Canoas

13/09/2021 18:24

O prefeito de Canoas, Jairo Jorge, concordou com o pleito do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) e permitiu que a entidade médica participe da Comissão de Transição no processo sucessório na saúde de Canoas. Desde janeiro deste ano o Município conta com Comitê Interventor que assumiu a gestão das unidades de saúde administradas anteriormente pelo Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (Gamp), que abrange o Hospital Universitário (HU), o Hospital de Pronto Socorro (HPSC), a UPA Rio Branco, e quatro Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). A informação foi repassada ao presidente do Simers, Marcelo Matias, pelo assessor Superior do Núcleo de Saúde de Canoas, Régis Oliveira Júnior, em reunião ocorrida no início da manhã desta sexta-feira, 10.

“O Simers está de portas abertas para auxiliar neste processo. Reestabelecemos uma mesa de negociação e participamos, conforme prometido pelo prefeito, do processo de terceirização”, enfatiza o presidente do Simers. Marcelo Matias acrescenta que, além disso, “conseguimos reforçar a questão do nosso acordo coletivo e ainda conseguimos a individualização do Fundo de Garantia, algo que temos amparo Judicial, bem como a questão do Imposto de Renda”. No encontro, lembra Matias, “enfatizamos que não temos a clareza sobre quem fará as terceirizações, como serão feitas as rescisões e nem como serão feitas as recontratações.

Marcelo Matias mostrou preocupação no encontro em relação ao Programa Assistir do governo do Estado que, se mantido como foi divulgado em agosto, trará uma perda de R$ 84 milhões aos hospitais de Canoas. Ele estará Brasília, no dia 16 deste mês, e pretende reforçar, junto ao governo federal, a necessidade de recursos para a saúde em Canoas. O vice-presidente do Simers, Marcos Rovinski, que também participou da reunião, disse ser necessário uma atenção especial para resolver as questões da saúde e dos médicos de Canoas. 

Regis Oliveira diz que se está sendo implementada uma nova gestão aos hospitais do Município, com transparência e diálogo, buscando soluções para os problemas existentes e preparar estas instituições para o futuro. “É importante que o Simers, com toda a sua experiência, esteja conosco neste processo nos ajudando a superar a situação existente. Estamos promovendo melhorias no atendimento à população e qualificando a gestão”, enfatiza. Também participou da reunião o diretor geral do HU, Leandro Barcellos, e diretor de Relações Institucionais do HU, Fabrício Dutra.
 
Por determinação do juiz Marcelo Lesche Tonet, da 4ª Vara Cível da Comarca de Canoas, houve o afastamento “de todos os dirigentes do Gamp da gestão das unidades de saúde de Canoas compreendidas nos termos de fomento nº 01/2016 e 02/2016”. Com isso, ficou a cargo do prefeito designar o interventor.

SEGUROS