A Medicina

SIMERS preserva a trajetória dos médicos do RS no projeto História Oral da Medicina

24/08/2016 09:59

Iniciativa será lançada nesta quinta-feira (25), às 18h, no MUHM

Contar a trajetória dos médicos no Rio Grande do Sul a partir do relato de alguns de seus protagonistas é a missão do projeto História Oral da Medicina, do Museu de História da Medicina do RS (MUHM) e do Sindicato Médico do RS (SIMERS). O lançamento do material ocorre nesta quinta-feira (25), às 18 horas, na sede do Museu (Av. Independência, 270, Porto Alegre-RS), com entrega de dvds do conteúdo para os participantes. As narrações gravadas em vídeo serão disponibilizadas para consulta no MUHM e online no Youtube do MUHM. O acervo, além de garantir a continuidade da memória da medicina no Estado, também poderá ser utilizado para pesquisa histórica e sociológica sobre as práticas da área. “Os vídeos formam uma espécie de biblioteca que pode ser consultada pela categoria e pela comunidade”, destaca o diretor do Museu, Germano Bonow. A iniciativa, viabilizada através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, conta com entrevistas de médicos de diferentes faixas etárias e especialidades, do interior e da capital, aposentados ou na ativa. Histórias orais fazem parte da essência do MUHM. A instituição nasceu deste projeto em 2006, quando o SIMERS percorreu o Rio Grande do Sul coletando as histórias de vida e profissionais de médicos. Em cada encontro, os entrevistados apresentavam objetos, fotos e documentos para ilustrar suas falas. Percebendo a disponibilidade das pessoas em concentrar suas memórias em um espaço próprio, surgiu a ideia da criação de um museu.
SEGUROS