Defesa

Simers solicita mais segurança após ato de violência em posto de saúde de Torres

08/04/2021 18:07

 

Após ataque e ato de violência contra profissionais de saúde que trabalham no posto de saúde São Francisco, localizado no município de Torres, o Simers (Sindicato Médico do Rio Grande do Sul) pede providências às autoridades e aumento da segurança no local para evitar que casos semelhantes aconteçam e coloquem em risco a vida de médicos, profissionais da assistência e dos pacientes.

Ao final da tarde de quarta-feira (7), uma jovem ameaçou funcionários e causou prejuízos materiais no local por estar contrariada com a negativa de atendimento. Ela foi orientada a voltar com um responsável por ser menor de idade. Ela arremessou uma pedra contra o veículo da prefeitura que estava estacionado em frente ao posto, danificou computadores e ameaçou os funcionários com uma faca.

Diante do episódio, o Simers reforça a campanha "Violência Não!", encaminha pedido de providências aos órgãos competentes e se solidariza com os médicos e demais servidores do posto e, ao mesmo tempo, repudia a ocorrência. A entidade médica destaca a importância da segurança aos profissionais da saúde, principalmente nesse momento tenso de agravamento da pandemia,  e pede a atenção da Prefeitura de Torres para que seja ampliada a segurança nos estabelecimentos de saúde. 

Através da campanha "Violência, Não!", o Simers reforça a importância de os médicos denunciarem casos de violência verbal e física através do e-mail denuncia@simers.org.br. Além disso, os médicos  associados podem contar com o plantão 24h (telefone 0800-512569), para esclarecimentos e encaminhamentos específicos de defesa.

SEGUROS